O Feminino de Toulouse-Lautrec no MASP

1483727223367

Henri Marie Raymond de Toulouse-Lautrec Monfa ou simplesmente Toulouse-Lautrec nasceu na nobreza da França e foi criado para ser um nobre. Mas o pequeno Henri era um ovelha negra e um gênio. Apesar de sua situação privilegiada e de seu talento excepcional, ele era um homem amargurado e depressivo que encontrou na bebida, prostitutas e na vida marginal de Paris a sua válvula de escape.

34055513973_a65b637d23_k
Toulouse Lautrec tinha as pernas atrofiadas em decorrência de vários acidentes durante a infância e era quase um anão. Vivendo entre os marginalizados provavelmente sentia menos o preconceito decorrente de sua condição física.
As prostitutas o amavam e ele a elas. Tanto que o gênio da pintura e do design as retratou em muitas telas mostrando, inclusive, as dificuldades e a melancolia daquelas mulheres, bem como de outras que mesmo fora dos bordéis, sofrem com os rígidos padrões da sociedade no fim do século XIX e começo do século XX.

SAO PAULO CADERNO 2 ALIAS CULTURA Cartaz para show da dançarina de can-can Jane Avril feito pelo francês Toulouse-Lautrec, na retroscpetiva do pintor no Masp  FOTO DIVULGACAO

75 dessas telas estão em exposição no MASP, Museu de Arte de São Paulo. Tive o prazer de visitar essa exposição e faço questão de recomendar. para mim é uma exposição de grande importância, neste momento em que estudo a presença feminina nas artes. Toulouse-Lautrec com sua sensibilidade única, retrata essas mulheres muito além da paixão. Seu olhar repousa sobre a força do feminino que as fazem enfrentar aquela dura realidade.

Die dicke Maria (La grosse Maria), 1884  Leinwand, 80,5 x 65 cm Erworben 1962 G 1085

As telas vieram de alguns dos mais importantes museus e galerias do mundo como a Tate Gallery de Londres, o Museu D’orsey de Paris e a National Gallery de Washington. A exposição Henri de Toulouse-Lautrec fica até 1º de outubro no MASP, Avenida Paulista 1578, São Paulo. Aberto de terça a domingo das 10 às 18 horas. Às quintas-feiras vai até às 20 horas e nas terças-feiras a entrada é gratuíta. O preço do ingresso de quarta a domingo é R$ 30,00.

A_bailarina_Loe_Fuller_vista_dos_bastidores_Toulouse-Lautrec

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *