O Feminino Na Arte: Vênus de Willendorf

sem-tc3adtulo6

As mulheres de nossos dias são esculpidas na magreza e redimensionadas no silicone, salientando partes relacionadas à sexualidade em um padrão criado por um mercado que não nos vê como indivíduos e sim como números de consumo.
Nos tempos primitivos a beleza estava relacionada à fertilidade e a Vênus de Willendorf – com seus seios, barriga, quadril, vulva e nádegas avantajados e os sete círculos concêntricos na cabeça – é uma representação paleolítica (entre 24 mil e 22 mil anos a.C.) da Grande Mãe.

GettyImages-558539471457124370
A estatueta de 11 cm de altura provavelmente foi uma espécie de amuleto. r ´r interessante observar que, embora o estilo de vida da Idade da Pedra Lascada devesse levar homens e mulheres a serem magros e a terem a musculatura bem desenvolvida, a Grande Deusa tem seus contornos avantajados justamente para demonstrar a prosperidade, a abundância e a fertilidade atribuídas a Ela.

01.jpgb25f63aa-ab42-4eaf-b9bc-7cf036dfe63cOriginal
Com a Vênus de Willendorf podemos refletir sobre a nossa sociedade contemporânea, ampliar nosso conceito de fertilidade e de nos reconectando a esse poder feminino e à natureza.
E fertilidade não se resume a gerar filhos mas também as ideias, projetos, sonhos e a arte. As mulheres têm o poder da transformação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *